quarta-feira, 21 de junho de 2017

Análise 64: Pengo [Arcade]



O gabinete de Pengo era super estiloso.

Já há alguns dias eu comecei a escrever a análise de Super Pac-man que publiquei por aqui anteontem. Já estava planejando falar sobre Pirate Ship Higemaru da Capcom - que aparecerá por aqui em breve - mas em minhas pesquisas descobri o jogo Pengo, da Sega. E sendo um jogo de labirinto a exemplo de Pac-man, ainda por cima da Sega, eu tinha que conhecê-lo. Pois bem, baixei a rom para o MAME e fui conferir um pouco mais do que a gigante japonesa fazia antes de lançar seus consoles. O que encontrei foi um jogo incrivelmente divertido, em alguns momentos até mais envolvente do que Pac-man, por incrível que pareça. Então, eu tive que escrever minhas impressões sobre ele. Acompanhem-me por estas linhas sobre este clássico esquecido - pelo menos por mim até recentemente.


Pengo é um jogo estilo arcade desenvolvido pela Coreland e lançado  pela Sega em 1982. O jogador  controla Pengo, um pinguim vermelho da Antártida. A ação ocorre em um labirinto com visão aérea que lembra muito os jogos do Pac-man, porém com um tema ártico, à-la Frost Bite. As paredes do cenário são blocos de gelo que podem ser destruídos ou empurrados pelo pinguim. O objetivo do jogo é sobreviver várias rodadas eliminando inimigos da tela - chamados de Sno-Bees - esmagando-os no cenário com os blocos empurrados, além de acumular pontos extras usando os três diamantes espalhados pela fase. 

O flyer da época detalhava as mecânicas do jogo.


O jogo faz uso de um direcional com quatro direções e um botão único de ação. Ao encostar em um bloco e apertar o botão de ação enquanto pressiona o direcional contra um bloco, Pengo vai empurrá-lo e ele vai em linha reta até a chocar com outro obstáculo. Ao fazer isso com um bloco que esteja encostado em outro, ele será destruído ao invés de projetado. É possível também atropelar os inimigos do cenário depois de atordoá-los ao bater em uma das quatro paredes externas do cenário com eles encostados. A princípio parece difícil de entender, mas na prática é genial.


A grande sacada de Pengo é um aprofundamento da interação com o cenário de labirinto como não se via em Pac-man. Elementos do cenário funcionam como defesa ou como arma, então é preciso muita estratégia para progredir nos níveis avançados. Os blocos com diamantes no cenário oferecem bônus quando usados para esmagar os Sno-Bees, e ao esmagar mais de um ao mesmo tempo a pontuação também aumenta, ao final da fase com bônus de acordo com o tempo levado para terminar.

Esmagar vários inimigos de uma vez é extremamente satisfatório, e uma vez que aprendemos as mecânicas do jogo, é difícil largar. O visual é simples mas muito eficaz para a época, e o áudio se destaca pela grudenta e simpática trilha sonora. Os controles são redondos na medida certa e o jogo é desafiador, gerando sentimentos de satisfação ao acertar os Sno-Bees, ou fazendo você exclamar algo como "UUHHH...!!!" toda vez que o bloco de gelo viajar pela tela e errar os bichinhos por um triz. Isto é Pengo, diversão desenfreada em formato arcade. Aqui os desenvolvedores acertaram em cheio o estilo de ação em labirintos. Não faço ideia do porquê de este jogo não ser lembrado vivamente até hoje.

 
Acertar um bloco em um Sno-Bee em movimento
é simplesmente sensacional.

 

2 comentários:

  1. Não só o Pengo. A Sega era forte nos arcades deste período, o pessoal esqueceu dela mesmo, tipo só acham que Sega começou com consoles mas isso é muito longe do real. O mundo dos arcades até 84 mais ou menos tem muita coisa boa da Sega. Inclusive os jogos da Sega pro Atari, que mesmo no Atari, poucos conhecem.
    O clima visual de Pengo esstá de parabéns. Eu só de olhar para a foto fiquei com frio kkkkkkk o negócio parece uma geladeira mesmo, ^_^ bem empregado os tons de azul e tal...
    O jogo eu nunca joguei este mas já conhecia de vista. Eu acredito que a mecânica possa ser tão empolgante quanto Pac Man. Ainda mais se tem o selo da Sega dos anos iniciais da década de 80. Esse já anotei para jogar em breve. Ótima dica Lucas!

    ResponderExcluir
  2. Realmente os arcades da Sega nesse época são surpreendentes. Eu não conhecia, pra mim a coisa era mais de Space Harrier para frente, sabe? Evidentemente que isso foi de uma ignorância da minha parte. Jogue Pengo que você com certeza vai curtir.

    ResponderExcluir